Fone 21 2637.1923 e 2616.3887

Acústica

Vidros acústicos

Você já imaginou estar em uma avenida com muito barulho e ao fechar a janela não escutar mais nenhum ruído? Isso é possível com os vidros acústicos, que impedem que os ruídos passem de um ambiente para outro. Esse conforto sonoro pode ser obtido através de duas soluções: vidro laminado acústico e o vidro duplo (ou insulado).

Vidro laminado acústico

O vidro Laminado – composto por duas ou mais lâminas de vidro intercaladas com uma ou mais camadas de materiais como o PVB e resina – já é velho conhecido do setor vidreiro devido ás suas capacidades no que diz respeito à segurança.

Já existem no mercado há alguns anos vidros laminados com PVBs especiais, justamente para oferecer maior conforto acústico. “ Um laminado simples já proporciona um determinado nível de retenção acústica. Agregando películas acústicas. O desempenho de alguns produtos melhora consideravelmente”, explica José Antônio Passi, diretor da Divinal Vidros.

Também é possível usar mais de dois vidros e laminar a peça com varias camadas de PVB, Aumentando a eficiência do bloqueio sonoro conforme a lei de massa. As películas acústicas servem não só para o setor de construção, mas também para o automotivo.

Mais recente no Brasil, o laminado com resina bloqueia o som seguindo a mesma lógica do PVB: com essa camada extra no vidro, uma parte maior do som é retida. A diferença é que a resina permite o trabalho com espessuras maiores que 0,38 mm, padronizada para o PVB. “ Recomendam-se espessuras de 1; 1,5; e 2 mm. Mas isso também depende da espessura do vidro”. Afirma Ricardo Rocha, representante comercial da Chemetall.

Vidro duplo ou insulado

O vidro duplo pode ser constituído por vidros comuns, laminados e/ou temperados. Quando produzido com laminados, o efeito bloqueador do som é maior, devido ao aumento do número de camadas de vidro e PVB ou resina. É possível usar o laminado em apenas um dos lados do vidro duplo ou nas duas faces. “O duplo é indicado para ambientes com ruído na faixa de 65 até 85 dB, com médias e altas frequências. O triplo é recomendado para ambientes com ruído de 80 a 100 dB, com médias e altas frequências . O quádruplo, por sua vez pode ser empregado em ocais que ocorram ruído de alto impacto, e esses são comumente solicitados em alguns projetos especiais”, diz Silvio Vieira de Athayde, coordenador administrativo da Vipel.

O processo de fabricação consiste principalmente na selagem entre os vidros: a câmara entre as duas chapas e também a moldura estrutural são selados primeiro. Em seguida, veda-se o produto externamente para proteger a primeira selagem. As câmaras mais utilizadas possuem espessuras de 6,5; 9,5; 12; e 16 mm.

A câmara do vidro duplo permite vantagens como a inclusão de persianas internas, conforme o gosto do cliente. “O vidro insulado é um produto hermeticamente vedado por produtos de alto poder adesivo”, afirma José Passi. “Por isso, cabe ao fabricante utilizar materiais de alta qualidade para que ele não venha apresentar umidade ou sujeira em seu interior”.

Vidro triplo ou vidro aeroporto

Conjunto formado por três placas de vidro paralelas, separadas por dois espaçadores, com as bordas hermeticamente seladas ao longo de todo o seu perímetro, formando em seu interior duas câmaras estanque e desidratadas. Em alguns casos as câmaras podem conter gases inertes para melhorar o comportamento térmico e/ou acústico. As unidades de vidro insulado triplo podem variar nos materiais que a conformam, na largura, no comprimento, na espessuras das duas câmaras de ar e nas espessuras dos vidros insulados.

Veja algumas definições da Norma ABNT 16015-2012 »